Causo Caipira

27 jan

Acordar as seis não é problema pra’queles que levam a vida com prazer e tanta simplicidade. Dá gosto de ver. O sorriso estampado na cara, mesmo sabendo que o dia será longo. O cheiro do café fresquinho passado na hora rendia suspiros de quem estava parado na porta apreciando o nascer do sol. A vida era aquilo ali: O galo cantava e o dia nascia acompanhando a orquestra da terra, de muito longe já se ouvia os galopes, eram outros que, na mesma situação, acordavam cedo pra trabalhar na roça, ou seria “trabaiá na roça”. Indefinível: Prazer de viver e vontade de vencer, mas sem sair daquela rotina pacata, porém feliz. Incomparável: Quem em sã consciência trocaria essa vida “chapéu de palha” por uma vida “terno e gravata”, cheia de dores de cabeça e tomada pelo estresse? Pensar nisso já trazia até certa paz de espírito, já que nos meios urbanos, as pessoas se consideram mais humanas, mas na verdade, não vivem tão intensamente, “humanamente”. Chega a ser irônico não?
Cheiro de broa de fubá e biscoito de polvilho, só aquilo já fazia ganhar o dia. O café da manhã era marcado, hora de comunhão com a família. Trocar problemas, conflitos, se é que aquela vida poderia render conflito. Saindo de casa, o sol já estava raiando, parece que até no sol tem diferença, ele nasce mais alegre, mais vivo apesar de ser exaustivo pra quem passava o dia sob o escaldante dilema de vossa senhoria. A mão rapidamente á passava pela testa, já ensopada de suor. Isso não era problema, porque brasileiro que é brasileiro faz piada até daquelas situações que para o resto do mundo seria “The End”.
O almoço no meio do meio do mato era trazido pela filha com largo sorriso que desejava bom apetite, o que para os urbanos é quase surreal atitude como essa. O dia continua passando e na vida vai se pensando, um filme vai passando, e de longe sonhando, de perto rezando pra que a simplicidade seja um ponto a mais. Seja uma prioridade. Pra que as pessoas pudessem dar valor aos mínimos detalhes da vida.

Anúncios

12 Respostas to “Causo Caipira”

  1. Vanderson 27 de janeiro de 2010 às 14:15 #

    É isso mesmo!!
    na “cidade grande” as pessoas estão cada vez menos humanas!!!
    Mas mesmo assim num troco minha cidade grande por um interior naum!!
    heheeheh
    abraçooo!

    • brenoandrade 27 de janeiro de 2010 às 14:20 #

      Eu também não, mas vale lembrar da paz que o interior dá e que nós precisamos né. Digamos que é bom para um passeio, uns dois dias no máximo!

  2. Carlos 27 de janeiro de 2010 às 14:30 #

    humaniidade desumana’, é isso .

    http://www.vidasz.blogspot.com

  3. Dieison Stein 27 de janeiro de 2010 às 14:32 #

    Cara muito bom teu texto. Parabéns. Meus avós ainda moram no interior, e eles preferem ficar longe dos filhos que moram na cidade do que abandonar essa vida.

    abraço

  4. Thaislane 27 de janeiro de 2010 às 14:38 #

    adorei o seu post, vs tem talento para a coisa viu ‘
    continue assim, vs vai longe !

  5. Lincoln 27 de janeiro de 2010 às 15:28 #

    Tem nada melhor que vida na roça, desde que tenha televisão e internet!

  6. afonso 27 de janeiro de 2010 às 15:31 #

    simpliidade é uma coisa relativa
    simplicidade é dar valor nas peuqenas coisas
    mais ter uma mente simploria não

  7. afonso 27 de janeiro de 2010 às 15:32 #

    simplicidade é muito bom pra se viver bem
    mais acho que uma mente simplória é uma coisa ruim

    • brenoandrade 27 de janeiro de 2010 às 15:38 #

      Quando mais rica a mente, não sei se essa é a palavra certa; mais confortável a pessoa fica. Mas quanto a mente simplória, não acho que ela esteja relacionada com a vida no interior, penso até o contrário, já que várias pessoas que preferem morar no interior são pessoas vividas e experientes. Ainda que existam outras mais jovens que sonham em vir pra cidade grande- um outro assunto- tema pra um próximo post.

  8. Vinicius 27 de janeiro de 2010 às 16:12 #

    parabens pelo blog.. gostei das suas postagens.
    http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/

  9. Des-falando 27 de janeiro de 2010 às 17:04 #

    Dá até gosto de ver como eles levam a vida simples mais são felizes 😉
    Na cidade grande é um stress imenso=/

    —-

    Dá uma visitada : http://des-falando.blogspot.com/

    Vlw

  10. Arthur L. 2 de fevereiro de 2010 às 15:13 #

    Muito bom texto…

    Vou visitar seu blog, sempre que puder! Dê uma olhada no meu, e comenta tbm:

    http://gremionline.blogspot.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: