UMA QUESTÃO DE OPINIÃO: Política

23 ago

As eleições estão aí e é hora de decidir quem coloca as novas cartas na mesa. Seria tudo as mil maravilhas se os candidatos dessa eleição não usassem como mérito ou como um ponto a favor, seu aliado político.
Está nítido que tudo acontece como um “Tudo que o seu mestre mandar”. O camarada que está no poder indica seu candidato e muita gente vira e diz que vai votar no canditado por que o primeiro o indicou. O candidato deveria se basear nele mesmo e não em outros pra fazer sua campanha dar certo. Não que o indicado seja um mal político, pelo contrário, pode até ser uma boa opção, mas é fundamental que o povo brasileiro não se decida apenas pelo partido político ou pelo candidado ter sido indicado por alguem forte, e sim pelo candidado que o agradou e que merece um voto de confiança.

Anúncios

O LEGAL SERIA…

7 jun

O legal seria se as pessoas tivessem ideia de quanto uma palavra pode fazer diferença na vida da outra. Se as pessoas se empolgassem ao falar bem das outras tanto quanto ao criticá-las. O legal seria se as pessoas não soubessem o seu ponto fraco. Se as pessoas se castigassem menos quando alguma coisa não saiu como no planejado. O legal seria se pudéssemos confiar inteiramente nas pessoas independente do que passou. O legal seria se eu não fosse visto o tempo todo como o grande vilão da história, e que as pessoas parem pra pensar, pelo menos num milésimo de segundo como o outro está se sentindo. O legal seria se déssemos menos importância a quem nos dá menos importância. Que os sincericídios sejam menos cometidos.
Que as pessoas parassem pra pensar mais nas outras, sem egocentrismo.
Breno Ribeiro

Invasão de privacidade

21 maio

Uma coisa que tira qualquer um do sério é quando alguém está querendo saber um pouco mais do que ela deve sobre você, é como aquela antiga frase “Deus fez a vida pra cada um cuidar da sua”.
Uma estudante americana teve seu celular confiscado pela escola, que bisbilhotou as fotos do aparelho e o entregou à justiça por conter imagens de pessoas nuas, isso porque o celular estava sendo usado dentro de sala de aula, violando assim as regras do instituto.
Mas eu fico me perguntando onde a ética das pessoas vão parar. Sim, porque apesar da aluna estar errada, e eu não nego isso, é um absurdo por parte da escola bisbilhotar coisas intimas da menina.

“Essas fotos eram extremamente privadas e não eram para ser vistas por mais ninguém. O que eles fizeram foi o equivalente a me espionar pela janela do quarto” – ALUNA

A REPORTAGEM COMPLETA, VC ENCONTRA NESSE LINK DO G1/Globo

E vc, o que acha disso?

Crimes acontecem independente do lugar

20 maio

Não é de hoje que vemos nos noticiários que os crimes não estão mais restritos às periferias, ele também invade a área “nobre” das grandes cidades. Ao meu ver sempre foi assim, mas a sociedade e a mídia faziam questão de deixar cada vez mais nítido que os crimes hediondos eram mais frequentes em regiões pobres. Hoje em dia, não há como negar que todo lugar pode ser considerado perigoso, independente do nível social.
É a triste realidade do nosso país e digo com toda certeza que se as penas contra os crimes fossem mais rigorosas, eles iam diminuir e muito, mas a injustiça brasileira faz questão de ser um marco de impunidade.

Dê sua opinião sobre o que poderia mudar na justiça brasileira e sobre o papel que a mídia faz entre crimes que ocorrem em áreas nobres e os que ocorrem na outra face da realidade, as áreas pobres.

Links de crimes recentes que chocam a sociedade:

Empresário é encontrado morto dentro de casa no Rio de Janeiro

Assassino confesso de menino de 13 anos diz que enforcou criança com camisa de colégio por achar que ele roubaria cavalo

Moderno ou tradicional?

19 maio

A modernidade prova que está avançando cada vez mais. Com novos produtos que chegam ao mercado todos os anos, ela ainda surpreende. Uma das coisas que vem “bombando” em vendas no exterior é o LIVRO ELETRÔNICO, com um formato super inovador, permite armazenar vários livros em um só produto. Inovador e interessante pra quem lê, sem contar que estimula a cultura das pessoas, mas não se engane, há um lado ruim nisso: Com a chegada do livro no Brasil, acredita-se que a pirataria vai invadir o ramo das letras e vários sites vão oferecer ilegalmente as obras para download. Um verdadeiro desrespeito para as editoras, livrarias e escritores, que têm um custo para publicar o livro e não terão um retorno tão significativo quanto antes.

Livro eletronico
Por outro lado, temos os tradicionais leitores que preferem os livros como eles sempre foram. Aliás, o velho costume de ler tomará rumos diferentes e o dia a dia das pessoas que possuírem esse tipo de aparelho também. Prático e maleável, cabe até uma biblioteca dentro do livro eletrônico, contudo, uma série de profissionais poderão ficar prejudicados.

E você, é a favor da tecnologia de ter vários livros e que todos eles caibam juntos na palma da mão ou é a favor do modo tradicional e do velho jeito de viajar no mundo dos sonhos?

Que seja FIEL enquanto dure!

18 maio

Será possível que em pleno século XXI as pessoas ainda possam viver muitos anos com o(a) mesmo(a) companheiro(a)? É difícil acreditar em monogamia, eu particularmente não acredito que possam existir casamentos que durem, por exemplo, 40 anos, e que neles não existiu nenhuma amostra de infidelidade. Alias acredito até que a formula da longevidade do casamento é justamente buscar novas experiências, o que inclui a traição. Mas enfim, como contraditório que sou, também acredito que quando se ama, não há barreiras e enfim, sem mais melodramas, a relação pode dar muito certo apesar da rotina e do tempo. Acredito ainda, que a melhor solução pra quando um relacionamento não está mais dando certo é, sem mais delongas, terminar; por mais doloroso que possa parecer, tudo na vida passa e quando mais tempo for investido em uma relação sem sucesso, mas desgastante fica a vida dos dois. E ainda temos uma outra opção, que aliás achei até muito curiosa a opinião da V.A, uma fotógrafa de 26 anos, leitora da revista que publicou uma matéria sobre monogamia, ela disse o seguinte: “Sempre há deslizes. Amo o meu namorado e ele diz que me ama. Se fizer algo de errado (traição), eu não quero saber.”

E você, qual sua opinião sobre infidelidade e o que é melhor; fingir não estar sendo traído para levar pra frente a relação ou terminar com ela assim que ver que não está dando certo?

Yes, we can!

19 fev

Quando o coração pode falar, não há necessidade de preparar o discurso. (Gotthold Ephraim Lessing)

Siga-me no twitter: @bybrenoribeiro